Bom dia, Quinta Feira 29 de Junho de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Equipes do Indea vão monitorar vacinação na região da fronteira

GC Notícias | 01/11/2016 09:02
Foto: Júnior Silgueiro/Gcom-MT

Considerada a mais importante ação de sanidade animal de Mato Grosso, a campanha de vacinação contra febre aftosa começa nesta terça-feira (01.11). Toda a cadeia produtiva se envolve para garantir que o estado permaneça com o excelente status sanitário adquirido há 20 anos e certificado pela Organização Mundial de Saúde Animal.

Na região da fronteira de Mato Grosso com a Bolívia, 22 equipes do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) irão acompanhar a vacinação em aproximadamente 800 propriedades localizadas em Cáceres, Pontes e Lacerda, Porto Espiridião e Vila Bela da Santíssima Trindade. Nesses municípios ainda será realizado o trabalho de educação sanitária em escolas rurais, com palestras que abordarão assuntos referentes à sanidade animal e vegetal.

A vacinação contra a aftosa segue até 30 de novembro e a comunicação deve ser feita em qualquer unidade do Indea até 12 de dezembro. Para as propriedades do baixo Pantanal, a comunicação pode ser realizada até 15 de dezembro.

 

Calendário 2017

A partir de 2017, Mato Grosso seguirá novo calendário de vacinação contra febre aftosa. As mudanças constam na Portaria Conjunta da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT) e Indea-MT nº 027/2016, publicada no Diário Oficial do Estado, no dia 16 de agosto.

A mudança, que atende uma reivindicação dos produtores, foi validada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). De acordo com a Portaria, de 1º a 31 de maio, a vacinação será obrigatória a todos os bovinos e bubalinos de todas as idades, exceto aqueles pertencentes às propriedades localizadas no Pantanal mato-grossense.

Na etapa de 1º a 30 de novembro, a vacinação será obrigatória a bovinos e bubalinos, de zero a 24 meses de idade, exceto aqueles das propriedades localizadas no baixo Pantanal mato-grossense. Nesta região, a vacinação deverá ser realizada em todas as idades no período de 1º de novembro a 15 de dezembro de cada ano.

Os bovinos e bubalinos do baixo Pantanal deverão ser revacinados quando forem movimentados para outras propriedades, se a data da última vacinação for superior a seis meses.

 

Brucelose

O produtor pode aproveitar o manejo do rebanho para vacinar as fêmeas com idade de três a oito meses contra brucelose. A segunda etapa da campanha contra brucelose vai até 31 de dezembro. A vacinação precisa ser feita uma única vez. É proibida a vacinação em machos de qualquer idade e de fêmeas com idade superior a oito meses. As bezerras deverão receber a marca com a letra V, acompanhada do algarismo final do ano da vacinação, por exemplo: V6. A vacinação deve ser feita por médico veterinário ou vacinador sob sua supervisão.

Fonte: Dayanne Santana | Sedec-MT