Boa noite, Segunda Feira 25 de Maio de 2020

Saúde

Hospital de Sinop receberá mais 10 UTI’s adulto e 10 UTI’s neonatal

Licitação lançada nesta quarta-feira prevê a contratação de 50 novos leitos para a rede hospitalar do Estado

Saúde | 21 de Maio de 2020 as 17h 58min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: GC Notícias

A pandemia está servindo para Mato Grosso resolver o seu histórico déficit de leitos de UTI na rede pública. Em 2018, foram 1715 internações em leitos de UTI – o que corresponde a uma taxa de ocupação de 95%. Agora, a secretaria de Saúde prepara a implantação de mais 50 leitos de UTI nos hospitais regionais de Sinop, Alta Floresta, Colíder e Rondonópolis.

A compra será feita através do pregão presencial 018/2020, lançado nesta quarta-feira (20). O certame busca por empresas que prestem serviços de gerenciamento, equipamentos, insumos, medicamentos e equipe de profissionais para 50 leitos de UTI. O pregão será no dia 2 de junho e a previsão é de que o serviço comece a ser prestado até o final de julho.

A secretaria de Saúde busca implantar 10 leitos de UTI Adulto no Hospital de Alta Floresta, 10 UTI’s Pediátricas no Hospital de Colíder, e 10 UTI’s Adulto no Hospital de Rondonópolis. Para Sinop serão mais 10 UTI’s Adulto e 10 UTI’s Neonatal - para atender recém nascidos e dar autonomia ao Hospital Regional para realizar partos. A implantação do serviço de alta complexidade neonatal é algo prometido para o Hospital Regional de Sinop desde 2014.

A secretaria de Saúde não informou no edital o valor que pretende pagar por esse serviço. Segundo a assessoria de comunicação, a omissão do preço estimado ou mesmo do teto da licitação foi embasada no decreto nº 10024/2019. “A medida se dá justamente para não influenciar o valor dos lances a serem encaminhados pelos fornecedores/empresas”, justificou a assessoria.

Em junho de 2015, quando o então governador Pedro Taques contratou um serviço similar para ampliação de 10 leitos de UTI infantil no Hospital Regional, o custo foi de R$ 1,7 mil por leito/dia.

O edital lançado pelo Estado agora inclui todos os insumos, equipamentos e recursos humanos para operação dos leitos 24 horas por dia, 7 dias por semana – incluindo prestação de Serviços Médicos de Nefrologia.

Os pagamentos serão por diárias conforme leitos ocupados. Todas as novas unidades devem ser monitoradas por um especialista na área, além de manter um enfermeiro coordenador, exclusivo, responsável pela área de enfermagem e um enfermeiro para cada dez leitos. O mesmo se aplica a fisioterapia. Quanto aos técnico de enfermagem, será um para cada dois leitos, por turno de trabalho e ainda um técnico em enfermagem por turno para apoio assistencial.

A empresa que for prestar o serviço também precisa disponibilizar médicos nas especialidades e subespecialidades na Unidade de Terapia Intensiva de cirurgia geral, cardiovascular, oftalmologia, torácica, neurocirurgia, ortopedia e nefrologia.

 

UTI’s para o Coronavírus

Conforme o GC Notícias noticiou nesta terça-feira (19), o Ministério da Saúde aprovou um repasse de R$ 36 milhões para o Estado de Mato Grosso operacionalizar 260 leitos específicos para o atendimento de pacientes com Covid-19. O recurso integra o Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde. A habilitação desses leitos de UTI é em caráter excepcional pelos próximos 90 dias – como parte das ações de combate à pandemia.

Para Sinop, serão R$ 2,8 milhões para subsidiar 20 leitos de UTI adulto no Hospital Regional – uma média de R$ 1,6 mil por UTI/dia. Atualmente a unidade conta com 10 leitos de UTI especifico para pacientes com Covid-19. Com o recurso, a gestão se prepara para dobrar a capacidade instalada.

Com o recurso aportado pelo Ministério da Saúde, somando ao plano de expansão do Estado e um complemento do Consórcio Intermunicipal de Saúde, a ala para Covid-19 do Regional em Sinop vai duplicar sua capacidade nos próximos dias. Além das UTI, também serão abertos 20 novos leitos clínicos – totalizando 40.