Bom dia, Sábado 21 de Outubro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Índice de infestação do mosquito da dengue cai após mutirão

GC Notícias | 15/03/2017 17:57

Força tarefa lançada há 45 dias percorre bairros e região central do município

O índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como a dengue, chicungunya, zika e febre amarela, caiu de 2,6% em janeiro para 1,7% no período de fevereiro à primeira quinzena de março deste ano. As conclusões são do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), divulgado nesta quarta-feira (15) pela Secretaria Municipal de Saúde. 

Na prática, para cada grupo de 100 residências, a presença do mosquito foi encontrada em 1,7 casas. A queda no índice, conforme explica o secretário de Saúde de Sinop, Manoelito Rodrigues, já reflete os resultados práticos do mutirão contra a dengue iniciado em fevereiro pela Prefeitura, em parceria com entidades como ACES, CDL, Corpo de Bombeiros e Tiro de Guerra.

As ações, com objetivo de identificar focos e eliminar potenciais criadouros, envolvem tanto agentes de Endemias e Vigilância Ambiental da secretaria de Saúde quanto de Obras e Meio Ambiente, que se dividem em diferentes frentes de trabalho. Até agora, 45 bairros do município foram percorridos. Neles, agentes das secretarias de Obras, Saúde, além do Meio Ambiente, já promoveram a retirada de 162 caçambas de lixo. Nesta semana, a força tarefa percorre a região central de Sinop, visitando empresas e residências.

"Em 45 dias, conseguimos fazer o índice de infestação baixar. Para nós o mutirão é muito eficiente porque a remoção mecânica do criadouro tem um papel fundamental. Outro reflexo [da redução] é que observamos em nossas unidades de saúde que caiu o número de atendimentos para casos suspeitos de dengue", afirma Rodrigues.

​Segundo o gestor, o município está intensificando suas ações para reduzir o índice de infestação nos níveis preconizados pelo Ministério da Saúde - até 1%. Para a diretora da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Rivka Martins, o apoio e conscientização da população, evitando assim a proliferação do mosquito, é essencial para assegurar resultados positivos.

"O importante é conscientização, o trabalho em conjunto [entre prefeitura e o cidadão]", destaca. O Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), divulgado nesta quarta-feira, em Sinop, refere-se ao segundo balanço de 2017 para o mapeamento rápido dos índices. Neste ano, ao todo, serão seis apresentações, cumprindo o que determina o Ministério da Saúde.

 

Casos de dengue

De janeiro até o dia 14 de março, 221 casos de dengue foram notificados pela Secretaria Municipal de Saúde. Deste total, 9 confirmaram-se como dengue. Duas mortes em função da doença são investigadas. 

Fonte: Assessoria