Boa tarde, Sábado 24 de Agosto de 2019

Saúde

Justiça determina cirurgia em paciente, mas hospital em Sinop desobedece

Roseli foi transferida em novembro do ano passado da UPA ao Hospital Regional

Saúde pública | 31 de Janeiro de 2019 as 17h 15min
Fonte: André Jablonski

Roseli Pereira, mãe de 5 filhos, necessita de cirurgia no coração (foto: Jonas Rosa - TV Capital)

O Hospital Santo Antônio descumpriu com a  determinação da Justiça de Mato Grosso e não realizou cirurgia cardíaca em uma paciente, de 45 anos.  O custo de R$ 200 mil para operar o coração de Roseli Pereira será pago pelo estado, sob determinação judicial, no entanto, o hospital recusou o procedimento, sem antes receber o valor.

Com alerta em relatório médico de risco de morte, o juiz da comarca de Sinop, Jacob Sauer, ordenou bloqueio na conta do estado para custear a operação. O documento expedido em 22 de janeiro deu prazo de cinco dias ao hospital, sob advertência de multa e penas administrativas.

O Hospital Santo Antônio, por meio de nota, disse que atendeu liminares  anteriores, mas os repasses do governo não caíram na conta, inviabilizando aquisição de medicamentos e materiais, como a prótese necessária para cirurgia da paciente. O valor pendente não informado.

Roseli voltou para casa e sofre com a falta de ar. A cardiologista, Monica Trevisan, disse que a paciente apresentou piora há 1 semana e necessita com urgência da prótese do coração.

COMENTARIOS