Boa tarde, Sábado 24 de Agosto de 2019

Saúde

Sinop tem 1,2 mil pacientes fazendo tratamento de hanseníase

Só neste ano foram diagnosticados 102 novos casos da doença

Saúde pública | 06 de Março de 2018 as 16h 49min
Fonte: Redação com Assessoria

Conforme dados da Secretaria de Saúde de Sinop, só neste ano já foram diagnosticados 102 novos casos de hanseníase. Aproximadamente 1.200 pacientes fazem tratamento em Sinop. O Centro de Referência em Hanseníase e Tuberculose atende pacientes de 13 municípios da região.

Para orientar a população sobre a doença, equipes do Centro de Referência em Hanseníase e Tuberculose deram início a um cronograma de palestras de orientação a trabalhadores de um supermercado de Sinop. O trabalho faz parte das ações de conscientização e prevenção da doença, realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Ao todo serão 8 palestras realizadas pela coordenação do Centro de Hanseníase. As visitas começaram nessa segunda-feira (05) e seguem até o final do mês de abril. Cada palestra tem aproximadamente uma hora de duração.

A hanseníase é uma doença contagiosa, que passa de uma pessoa doente, que não esteja em tratamento, para outra. Demora de dois a cinco anos, em geral, para aparecerem os primeiros sintomas. O portador de hanseníase apresenta sinais e sintomas dermatológicos e neurológicos que facilitam o diagnóstico. Pode atingir crianças, adultos e idosos, desde que tenham um contato intenso e prolongado com bacilo. Pode causar incapacidade ou deformidades quando não tratada ou tratada tardiamente, mas tem cura. O tratamento é fornecido por sistemas públicos de saúde (como o brasileiro Sistema Único de Saúde).

 

Novo prédio

O novo prédio do Centro de Referência em Hanseníase e Tuberculose, localizado no cruzamento da Rua dos Eucaliptos com a Avenida das Itaúbas (antiga UBS Scholtão), possui amplo espaço para atendimento com três consultórios médicos e um consultório de enfermagem.

COMENTARIOS