Boa tarde, Segunda Feira 25 de Março de 2019

Economia

Grupo italiano sinaliza interesse na Ferrogrão

Ferrovia Sinop-Miritituba é apontada como tendo alta viabilidade econômica

Mato Grosso | 12 de Março de 2019 as 09h 03min
Fonte: Assessoria

Foto: Assessoria

O diretor do grupo italiano Saline Impregillo SPA, Massimo Guala, está em Mato Grosso, acompanhado do cônsul da Itália em São Paulo, Fellipo de La Rosa, para conhecer necessidades e projetos de infraestrutura no estado, como a Ferrogrão. Eles se reuniram com empresários na sede do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), em Cuiabá, nesta segunda-feira (11).

“Continuamos numa agenda intensa, conversando com grandes empresas que tenham interesse em investir em Mato Grosso para resolver os gargalos do estado que impedem o desenvolvimento econômico. A empresa tem um portfólio de obras muito grande e interessante. Com certeza, se vier para o estado vai contribuir muito não só para o desenvolvimento da logística, mas também para o desenvolvimento das nossas técnicas construtivas”, avaliou o presidente do Sistema Fiemt, Gustavo de Oliveira.

Segundo Guala, a Saline Impregillo SPA tem mais de 110 anos de atividades, está presente em mais de 50 países e fatura cerca de 7 bilhões de euros ao ano. “O interesse existe principalmente para a Ferrogrão, pela experiência que temos de construção de ferrovias no mundo. Vamos analisar projetos que estão em fase já bastante avançada, como a Ferrogrão parece ser e, eventualmente, em outros que podemos ajudar na área de infraestrutura. E após essa reunião temos base para aprofundar e entender melhor com o governador na reunião que teremos de tarde”, afirmou Guala.

De acordo com o cônsul, os italianos podem contribuir com projetos no estado. “Sempre quando se abre o jornal se constata que o Brasil precisa de infraestrutura. É algo importante que precisa ser sanado para desenvolver o estado e o país, consequentemente. Temos que estar presente onde as coisas são feitas e acontecem. Por isso, estamos aqui visitando o estado. Esse é um grande grupo italiano que já fez grandes projetos no Brasil. Agora estão focados em ferrovias. Acredito que podem contribuir com as necessidades locais”, disse o cônsul.

Também participaram da reunião o deputado estadual Carlos Avalone, os vice-presidentes do Sistema Fiemt, João Carlos Baldasso e Claudio Cleber Ottaiano, os conselheiros eméritos Jandir Milan e Carlos Antônio Garcia, o presidente do Conselho de Infraestrutura da Fiemt, José Alexandre Schutze. A reunião contou com a presença, ainda, do vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Alexandre Furlan, da vice-consulesa honorária, Marli Teresinha Deon Sette, e do professor da Universidade Federal de Mato Grosso, Luiz Miguel Miranda.

Confira a reportagem completa que o GC Notícias elaborou da Ferrogrão.

COMENTARIOS