Boa tarde, Segunda Feira 17 de Junho de 2019

Notícias dos Poderes

Chamou ou não chamou?

| 05 de Abril de 2019 as 17h 55min

O vereador Tony Lennon (MDB), está convicto: Luciano Chitolina (PSDB), seu colega de tribuna, chamou sim os vereadores de incompetentes. Tony entrou em contato com o GC Notícias ontem, quinta-feira (4), depois que publicamos esse Notícia dos Poderes. De forma polida e elegante, Tony não criticou a análise macro que fizemos sobre sua participação nas sessões – o que mostra um respeito à imprensa, da qual ele também faz parte. Ao invés disso, apresentou os argumentos que o levaram a interpretação que orientou seu discurso em tribuna.

Tony mandou um vídeo com o trecho da fala de Chitolina. Publicamos ele aqui, logo abaixo do texto. Nele, Chitolina diz claramente: “...Realmente os vereadores são muito incompetentes, não tem competência nenhuma para ajudar na elaboração de leis...” e segue.

Recortando a fala, fica óbvio porque Tony se sentiu ofendido, junto com os demais pares. Para ampliar o debate, mostramos o vídeo para Chitolina comentar. Ele disse que foi sarcástico: “será que esses vereadores são tão incompetentes que não podem ajudar em um projeto?”, disse.

Segundo Chitolina, a fala atentava para o fato de que os demais vereadores não deixaram entrar em discussão as emendas apresentadas ao projeto. Ou seja, sequer o teor do que foi proposto chegou a ser discutido. Barraram as emendas antes mesmo de coloca-las em votação.

A política sempre foi um fértil campo de egos e vaidades. O legislativo é a melhor vitrine disso. Plurais, compostas por diferentes grupos partidários, com diferenças de postura, pensamento e ideologia, as casas de lei são arenas de ideias, com duelos de oratória em que um tenta mostrar que é mais habilidoso que outro. O prego que mais se destaca, acaba sendo martelado.

Chitolina é um vereador com postura energica, que frequentemente alça um embate na Câmara. Ele e Tony já se engalfinharam em um passado recente no episódio do Soro Antiofídico. Pertencente a safra de novos políticos, Chitolina chegou ao seu primeiro mandato de vereador com o seguinte slogan de campanha: “A vez da competência”. Sim, “competência”. Soa prepotente, dá a impressão de superioridade frente aos outros ao criar a afirmação de que antes, então, não havia competência.

Então, Chitolina chamou os demais vereadores de incompetentes? A resposta é sim, antes mesmo de entrar na Câmara. E na última sessão? Provavelmente foi só um desabafo de descontentamento da minoria política que acabou sendo atropelada.

COMENTARIOS