Bom dia, Terça Feira 18 de Dezembro de 2018

Notícias dos Poderes

O NOVO quis responder

| 30 de Julho de 2018 as 16h 40min

Depois da publicação desse Notícia dos Poderes, a assessoria e o vice-presidente do partido NOVO em Mato Grosso, pediram espaço para rebater a análise feita pelo GC Notícias. À artigo de opinião, convencionalmente, não cabe réplica, mas abrimos uma exceção e postaremos na íntegra a nota enviada pelos dirigentes do NOVO. Também faremos um comentário com um adendo em outro tópico.

Segue a Nota do NOVO:

Tendo em vista a análise crítica feita pelo veículo GC Notícias, o Partido NOVO em Mato Grosso esclarece alguns pontos:

- O partido terá 13 candidatos a deputado federal, não 14;

- Uma das bandeiras do NOVO é justamente acabar com o horário eleitoral gratuito de rádio e televisão;

- O NOVO já tem acesso mas não utiliza o fundo eleitoral, sendo mantido exclusivamente através das doações de seus filiados e apoiadores. Também não utilizará os recursos do fundo eleitoral, o qual teria direito para a campanha de 2018.  Apesar de receber os recursos do fundo partidário, os mesmos são mantidos em uma conta separada para serem devolvidos, já que não existe ainda mecanismo para isso (nunca um partido quis devolver dinheiro público recebido);

- A meta do NOVO do estado de Mato Grosso é eleger um senador e pelo menos dois deputados federais;

- O “plano” do NOVO é um projeto e mudança da cultura política nacional, a longo prazo, não tendo nenhum planejamento estratégico para Sinop em 2020 ou qualquer outra cidade. A meta é promover a maior renovação possível no Congresso Nacional, elegendo no mínimo 35 deputados federais, 5 senadores, pelo menos 3 governadores e o pré-candidato a presidente da república, João Amoedo.

Desde já agradecemos o espaço e estamos abertos a questionamentos.

COMENTARIOS